Nascido em 20 de setembro de 1948, George Raymond Martin tornou-se uma das pessoas mais influentes do mundo com o sucesso de sua saga A Song of Ice and Fire. Conheça algumas curiosidades do escritor que deu vida ao mundo de Game of Thrones.

  1. As velas dos navios

Filho de um estivador, quando criança, George R.R. Martin gostava de observar a movimentação no porto em Staten Island. O momento em que Sansa observa os navios que chegam a Porto Real e tenta imaginar de onde eles vêm é inspirado no velho hábito do autor.

  1. Stan Lee e Quarteto Fantástico

Fã de quadrinhos, Martin costuma dizer que Stan Lee influenciou e definiu sua escrita muito mais do que Tolkien, por exemplo. Aos treze anos, assinando como George R. Martin, ele escreveu para a Marvel falando sobre o quanto havia gostado da HQ O Quarteto Fantástico nº 17. Segundo o autor, essa carta representa suas primeiras palavras publicadas para o mundo.

  1. Professor e contista

Com Mestrado em Jornalismo pela Northwersten University, em Illinois, Martin chegou a lecionar na área. Paralelo ao trabalho como professor, escrevia contos de ficção e terror, que lhe renderam (depois de muito tempo e várias tentativas) os prêmios Hugo Award e Nebula Award.

  1. Roteirista de TV

Antes de escrever As Crônicas de Gelo e Fogo, George R.R. Martin foi editor de livros e roteirista de televisão. Entre seus trabalhos na TV está a série The New Twilight Zone  ( Além da Imaginação) de 1985.

  1. Game of Turtles

Em eventos e convenções,o autor costuma exibir broches de tartarugas. A fascinação por esses animais é antiga, desde muito cedo George R.R. Martin escrevia pequenos contos, muitos delas eram histórias de suas tartarugas vivendo em um mundo mágico.

“Uma vez que elas estavam vivendo em um castelo de brinquedo, eu decidi que eram todos os cavaleiros e reis… E eu inventava histórias sobre como eles mataram e traíram uns aos outros e lutaram pelo reino. Então, Game of Thrones, na verdade, começou com tartarugas. Eu decidi depois reformular tudo com seres humanos reais”.

  1. Old school

George R.R. Martin escreve em um computador com sistema operacional DOS sem acesso a internet e usa o programa WordStar 4.0.

“Ele faz tudo aquilo que preciso em um editor de texto e nada mais. Não quero nenhum tipo de ajuda. Eu odeio esses sistemas modernos em que você digita uma letra minúscula e ela se transforma em uma maiúscula. Eu não quero uma letra maiúscula. Se eu quisesse uma maiúscula, eu teria digitado uma maiúscula. Eu sei como funciona a tecla shift”.

  1. 20 anos d’ As crônicas de Gelo e Fogo

Se você não aguenta a espera por The Winds of Winter, sossegue um pouco o facho, tem gente que está sofrendo há muito mais tempo. A Game of Thrones, primeiro volume da saga,  começou a ser desenvolvido em 1991 e foi publicado em 1996. A Clash of Kings é de 1998, A Storm of Swords  de 2000, A Feast for Crows de 2005 e A Dance with Dragons é de 2011.

  1. Casamento (não o Vermelho)

Não é só a escrita de George R.R. Martin que costuma demorar. O autor casou-se com sua esposa Parris McBride em 2011, depois um relacionamento de 30 anos. Nas palavras de Martin na época:

“O coração é vermelho Lannister, mas a noiva usava cores Tyrell. Diferentemente da maioria dos casamentos Westerosi, ninguém morreu e apenas lágrimas de alegria foram derramadas.”

  1. Um cinema pra chamar de seu

Em 2013 George R.R. Martin comprou um antigo cinema em Santa Fé, no Novo méxico. Voltado a filmes alternativos e festivais de cinema locais, o Jean Cocteau Cinema & Coffee House tem uma sala com 127 cadeiras e eventualmente também exibe episódios de Game of Thrones gratuitamente.

  1. Not your bitch.

Constantemente questionado sobre o lançamento de seu próximo livro, Martin já falou algumas vezes sobre a pressão da escrita:

“É ótimo que tantas pessoas estejam ansiosas com o próximo livro e, certamente, estas são as pessoas que estão pagando minhas contas e me permitem ter uma casa em frente a minha outra casa (escritório)“, diz ele . “Mas, ao mesmo tempo , às vezes eu só queria que parassem de me pressionar sobre isso. Ficará pronto quando estiver pronto. Eu estou trabalhando nisso eu não sei o que mais eu posso dizer . . . Sou um escritor lento, eu sempre fui um escritor lento, e estes são livros gigantes“.

Mas a melhor resposta sobre o assunto veio do escritor Neil Gaiman. Por algum motivo (ainda não entendi qual), um leitor foi reclamar com Gaiman sobre a demora na escrita de Martin e recebeu como resposta a pérola:

“George R.R. Martin is not your bitch”.

Frase que virou até música…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s